Quase 6 milhões de empresas já se cadastraram no Pix; PF lidera

Pix. Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Pix. Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

[et_pb_section fb_built=”1″ admin_label=”Título do Artigo – NÃO MEXER!” _builder_version=”4.9.5″ _module_preset=”default” background_image=”https://finsiders.com.br/wp-content/uploads/2021/05/BG-Live.png”][et_pb_row _builder_version=”4.9.4″ _module_preset=”default”][et_pb_column type=”4_4″ _builder_version=”4.9.4″ _module_preset=”default”][et_pb_post_title date_format=”d/m/Y” comments=”off” featured_image=”off” _builder_version=”4.9.4″ _module_preset=”default” title_font=”Montserrat||||||||” title_text_color=”#023146″ title_font_size=”40px” meta_font=”Montserrat||||||||” meta_font_size=”18px” text_orientation=”center” author__hover_enabled=”on|desktop”][/et_pb_post_title][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section][et_pb_section fb_built=”1″ specialty=”on” _builder_version=”4.9.5″ _module_preset=”default”][et_pb_column type=”2_3″ specialty_columns=”2″ _builder_version=”3.25″ custom_padding=”|||” custom_padding__hover=”|||”][et_pb_row_inner _builder_version=”3.25″ background_size=”initial” background_position=”top_left” background_repeat=”repeat”][et_pb_column_inner saved_specialty_column_type=”2_3″ _builder_version=”3.25″ custom_padding=”|||” custom_padding__hover=”|||”][et_pb_post_title title=”off” meta=”off” force_fullwidth=”off” admin_label=”Imagem do artigo – NÃO MEXER!” _builder_version=”4.9.5″ _module_preset=”default”][/et_pb_post_title][et_pb_text admin_label=”Texto do Artigo” _builder_version=”4.9.6″ text_font=”Montserrat||||||||” background_size=”initial” background_position=”top_left” background_repeat=”repeat” text_orientation=”justified”]

A curva de crescimento do Pix é realmente impressionante. O sistema de pagamentos instantâneos criado pelo Banco Central (BC) caiu mesmo nas graças do brasileiro. Em maio, o Pix atingiu R$ 543,27 milhões em volume de transações, quantia que representa crescimento de 32,3% em relação a abril. Ante janeiro, por exemplo, o volume de operações triplicou.

Segundo a Pesquisa Febraban de Tecnologia Bancária, divulgada esta semana, o sistema de pagamentos instantâneos já representa 30% das operações de pagamento no Brasil. “Desde janeiro, o Pix superou TED+DOC em quantidade de transações”, destaca João Manoel Pinho de Mello, diretor de Organização do Sistema Financeiro e de Resolução do Banco Central, durante o Ciab Febraban.

Desde novembro do ano passado, quando foi lançado, até 31 de maio deste ano, foram cadastradas 254,3 milhões de chaves. Desse total, 95,9% ainda são chaves de pessoas físicas (PF). Ao todo, 87,8 milhões de PFs estão cadastradas no diretório do Pix. Já as empresas somam aproximadamente 6 milhões.

João Manoel também garantiu a introdução de diferentes funcionalidades ao longo dos próximos meses. Recentemente, o BC abriu uma consulta pública sobre o Pix Saque e o Pix Troco, modalidades que estão previstas para entrar em operação no segundo semestre.

Na prática, o Pix Saque funcionará da seguinte forma: no estabelecimento, após fazer a leitura de um QR Code, o usuário realiza um Pix para este e assim, recebe o dinheiro em espécie. No caso do Troco, o usuário pode realizar uma transação com valor superior ao cobrado e receber a diferença em dinheiro.

Outra novidade que faz parte da agenda evolutiva e permanente para o novo sistema é o Pix Internacional, para recebimento e transferência para outros países. Também estão no radar o Pix por aproximação — previsto para entrar em funcionamento nos último trimestre do ano — o Pix offline, que poderá ser feito sem conexão com a internet, além de um mecanismo especial de devolução, deixando o sistema ainda mais seguro. “Vai aumentar a capacidade e rastreabilidade de reprimir fraudadores”, afirma João Manoel.

Pix no e-commerce

Se para o varejo físico o Pix tem feito a diferença, no digital, os números também têm sido satisfatórios. Desde abril, quando passou a oferecer o Pix como forma de pagamento, o Mercado Livre tem observado uma adesão significativa dos clientes à forma de pagamento — de acordo com uma pesquisa feita no início do mês com 324 usuários consultados, 55% deles já usaram a função para compras.

“O Pix tem avançado rapidamente na substituição de boletos no e-commerce”, afirmou Elaine Shimoda, head de inovação em pagamentos do Mercado Livre e Mercado Pago, durante o Ciab. Segundo ela, os varejistas também têm tido um retorno positivo. “Alguns têm utilizado a redução de custo que o Pix tem trazido para o negócio deles para fazer mais negócios.”

Pix agendado

Esta semana, o Banco Central informou que o Pix agendado, previsto para ser obrigatório a todas as instituições financeiras a partir de 1º de setembro, é seguro e não permite brechas para golpe. O órgão reagiu a boatos que circulam nas redes sociais de que criminosos poderiam usar a opção de agendamento para aplicarem golpes.

O recebedor de um Pix agendado só recebe a notificação quando o dinheiro cai na conta, não no momento do agendamento. Além disso, um agendamento pode ser cancelado a qualquer momento. Dessa forma, em caso de engano, o próprio autor do pagamento pode desfazer a transação sem o conhecimento do destinatário.

A função agendamento do Pix está disponível desde o lançamento da ferramenta, em novembro do ano passado. No entanto, até agora o recurso é facultativo e nem todas as instituições financeiras oferecem a opção.

Leia também:

Funcionamento completo do Open Banking fica para setembro de 2022

À espera de aval para virar IP, Transfeera inicia operação indireta no Pix

[/et_pb_text][et_pb_text admin_label=”TAGS – NÃO MEXER” _builder_version=”4.9.5″ _dynamic_attributes=”content” _module_preset=”default” text_font=”|600|||||||” text_text_color=”#023146″ link_font=”|600|||||||” link_text_color=”#023146″ locked=”off”]@ET-DC@eyJkeW5hbWljIjp0cnVlLCJjb250ZW50IjoicG9zdF90YWdzIiwic2V0dGluZ3MiOnsiYmVmb3JlIjoiVEFHUzogIiwiYWZ0ZXIiOiIiLCJsaW5rX3RvX3Rlcm1fcGFnZSI6Im9uIiwic2VwYXJhdG9yIjoiIHwgIiwiY2F0ZWdvcnlfdHlwZSI6InBvc3RfdGFnIn19@[/et_pb_text][/et_pb_column_inner][/et_pb_row_inner][/et_pb_column][et_pb_column type=”1_3″ _builder_version=”3.25″ custom_padding=”|||” custom_padding__hover=”|||”][et_pb_signup mailchimp_list=”Finsiders Brasil|d1e4d69294″ first_name_field=”off” last_name_field=”off” success_message=”E-mail Cadastrado!” title=”Os principais empreendedores, investidores e executivos do setor leem. Junte-se a eles:” button_text=”Inscrever-se” admin_label=”Cadastro na News” _builder_version=”4.9.5″ _module_preset=”default” header_text_align=”left” background_color=”#023146″ custom_button=”on” button_text_color=”#ffffff” button_bg_color=”#0c71c3″ button_border_width=”0px” border_radii=”on|4px|4px|4px|4px” locked=”off”][/et_pb_signup][et_pb_text admin_label=”Leia também” _builder_version=”4.9.5″ header_text_color=”#023146″ header_2_text_color=”#023146″ custom_margin=”||17px|||” locked=”off”]

Leia também:

[/et_pb_text][et_pb_blog fullwidth=”off” posts_number=”3″ include_categories=”current” meta_date=”d/m/Y” use_manual_excerpt=”off” show_more=”on” show_author=”off” show_date=”off” show_categories=”off” show_excerpt=”off” show_pagination=”off” admin_label=”Artigos relacionados” _builder_version=”4.9.5″ _module_preset=”default” header_font=”|700|||||||” header_text_color=”#333333″ read_more_font=”|700|||||||” read_more_text_color=”#023146″ border_radii=”on|10px|10px|10px|10px” border_width_all=”0px” box_shadow_style=”preset2″][/et_pb_blog][/et_pb_column][/et_pb_section][et_pb_section fb_built=”1″ _builder_version=”3.22″ custom_padding=”19px|||||”][et_pb_row column_structure=”1_3,2_3″ admin_label=”Autor – Giovanni” _builder_version=”4.9.6″ _module_preset=”default” custom_padding=”||0px|||” locked=”off”][et_pb_column type=”1_3″ _builder_version=”4.6.5″ _module_preset=”default”][et_pb_image src=”https://finsiders.com.br/wp-content/uploads/2021/06/Giovanni-Porfirio-Editor.png” title_text=”Giovanni-Porfirio-Editor” url=”https://www.linkedin.com/in/giovannipjacomino/” url_new_window=”on” align=”center” _builder_version=”4.9.6″ _module_preset=”default” width=”54%”][/et_pb_image][/et_pb_column][et_pb_column type=”2_3″ _builder_version=”4.6.5″ _module_preset=”default”][et_pb_text _builder_version=”4.9.6″ text_font=”||||||||” text_text_color=”#333333″ text_font_size=”18px” header_text_color=”#ffffff” custom_margin=”17px|||||”]

Giovanni Porfírio é jornalista com cinco anos de carreira, foi editor web no Startupi antes de chegar ao Finsiders. Formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) e pós-graduando em Produção e Práticas Jornalísticas na Contemporaneidade na Faculdade Cásper Líbero (FCL), teve passagens, ainda, por RICTV Record Londrina e Folha de Londrina.

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

Tags:

Assine a newsletter
gratuita!

Os principais empreendedores, investidores e executivos do setor leem.
Junte-se a eles:

Siga nosso canal no WhatsApp!

Leia mais

Newsletter

Receba o Finsiders no seu e-mail