Bart Digital reforça liderança com três novos executivos

A fintech Bart Digital está anunciando a chegada de três novos executivos para liderar finanças, tecnologia e operações
Bart Digital (Foto: Reprodução/LinkedIn)
Bart Digital (Foto: Reprodução/LinkedIn)

A Bart Digital, agtech especializada em soluções digitais para o financiamento agrícola, acaba de divulgar a chegada de três novos executivos para reforçar o alto escalão da empresa, com a missão de ajudar na expansão da companhia e desenvolver novas linhas de negócios.

Em notícia antecipada com exclusividade ao Finsiders, a fintech anuncia Marcos Bechara Frange como novo CFO, posição que vinha sendo acumulada pela própria CEO da Bart, Mariana Bonora.

Formado em administração pela FGV, com experiência em operações de fusões e aquisições (M&A), captação de recursos e private equity, Marcos passou por instituições como Banco Indusval & Partners (atual Voiter) e H.Commcor DTVM.

Na Bart, inclusive, ele já participou das negociações da recém-anunciada rodada bridge de R$ 5 milhões (que você leu primeiro no Finsiders). No ano que vem, a fintech espera iniciar a captação de uma Série A.

A Bart trouxe também Paulo Silva como novo CTO. Com mais de 20 anos de experiência em tecnologia, Paulo atuou em empresas como Banco Carrefour e will bank, fintech onde também foi CTO. Tem passagens, ainda, por Vá de Táxi, Banco Original e Cargill.

Na Bart, terá papel fundamental na construção da Synergy, plataforma que permite que os clientes da agfintech se conectem entre si, criando um match de serviços.

A startup divulgou, ainda, a chegada de Sandra Marzola como diretora de operações. Com uma carreira de mais de 20 anos, a executiva acumula passagens por companhias como Milenia (Adama), Belagricola e Alltech Crop Sciences.

Além de ajudar a Bart na originação de créditos agrícolas, Sandra participará do projeto de expansão para o Norte, região onde a empresa identifica grande potencial de crescimento. Em maio, a fintech abriu uma filial em Manaus.

Segundo Mariana Bonora, fundadora e CEO da Bart, a chegada do trio de executivos reflete o processo de crescimento da empresa. “As operações de crédito em que a Bart atuou explodiram nos últimos três anos, ao mesmo tempo que temos um plano de expansão, com a criação de novos produtos e o fortalecimento em regiões chave”, comenta, em nota.

Fundada em 2016 em Londrina (PR), a agfintech foi pioneira na emissão eletrônica de Cédula de Produto Rural (CPR) e ao longo dos últimos anos evoluiu sua solução para uma plataforma de crédito, originação e monitoramento de garantias agrícolas, incluindo outros títulos como Cédulas de Crédito Bancário (CCBs) e duplicatas.

Agora, a agfintech está pavimentando o caminho para se tornar uma infraestrutura tecnológica com foco em viabilizar o financiamento agrícola. Para evoluir a plataforma, a empresa levantou R$ 5 milhões em uma rodada ‘bridge’ com investidores como E3 Negócios e Bossanova Investimentos, conforme contou Mariana no mês passado, em entrevista ao Finsiders.

Leia também:

Agfintech Traive levanta US$ 10 milhões com braço de VC da BASF

Na Agrolend, mais R$ 80 milhões para construir o banco digital do agro

Com ex-presidente da BASF, agfintech quer reinventar o “barter”

Transformação financeira e digital como alavancas do crescimento no agro

Tags:

Assine a newsletter
gratuita!

Os principais empreendedores, investidores e executivos do setor leem.
Junte-se a eles:

Siga nosso canal no WhatsApp!

Leia mais

Newsletter

Receba o Finsiders no seu e-mail